Venda de veículos bate novo recorde em 2011, segundo Fenabrave


Venda de veículos bate novo recorde em 2011, segundo Fenabrave. As vendas de veículos no Brasil bateram o quinto recorde consecutivo anual, somando 3.633.006 automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus em 2011. O número foi divulgado nesta quarta-feira (4) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Houve alta de 3,63% em relação a 2010, quando haviam sido emplacadas 3,5 milhões de unidades. Em 2009, foram 3,14 milhões.

Venda de veículos bate novo recorde em 2011, segundo Fenabrave

Somente de automóveis e comerciais leves foram vendidos 3.425.596 no ano passado, o que representa crescimento de 2,9% sobre 2010. O resultado, no entanto, ficou abaixo da expectativa dos concessionários, que previam alta de 4,2%.

As vendas de caminhões também subiram, totalizando 172.661 unidades. O número é 9,69% maior que o do ano anterior, mas também fica aquém do esperado pela federação, que era um aumento de 15,2%. Os emplacamentos de ônibus somaram 34.749, com forte alta de 21,73% sobre 2010, maior que a expectativa, que era de 10,3%.

O segmento de motos, calculado à parte, chegou a 1.940.564 unidades, com aumento 7,58% na comparação com 2010, também acima do esperado (6,1%).
Contanto com as motos, a alta nas vendas em 2011 chega a 4,79% e também fica abaixo do projetado para 2011, que era de 5,2%.

Fiat lidera de novo; Gol é o mais vendido

Entre as montadoras, a Fiat fechou mais um ano na liderança, com 754.212 veículos vendidos e 22,02% de participação de mercado, percentual ligeiramente abaixo do registrado em 2010 (22,8%). Em segundo ficou a Volkswagen, com 698.326, que equivalem a 20,39% do mercado -em 2010, foram 20,95%. A GM aparece na terceira colocação, com 632.102 (18,45%). Completam as 10 que mais venderam, a Ford (9,17%), a Renault (5,67%), a Hyundai (3,35%), a Toyota (2,9%), a Honda (2,71%), a Citröen (2,63%) e a Peugeot (2,51%).

O Gol, como a Volkswagen havia antecipado, fechou mais um ano como o veículo mais vendido no país, com 293.454 unidades emplacadas contra 273.537 do Fiat Uno (que conta também as vendas do Mille). É o 25º ano de liderança do Gol, que segundo a fabricante, superou o Fusca, que ficou 24 anos na liderança.

Chineses crescem 346%

O ano de 2011 no setor foi marcado pela decisão do governo de aumentar o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros importados de fora de Argentina, Uruguai e México, que passou a vigorar em 16 de dezembro. A justificativa do Ministério da Fazenda foi de defender a indústria nacional.

Segundo a Fenabrave, as vendas de importados cresceram 29,82% de 2010 para 2011.

As compras de veículos do Mercosul, que representam a maior parte das importações, subiram 18,1%. Considerando o país de origem, a maior alta na venda de importados foi de veículos chineses, com 347,9% em relação a 2010. Em segundo ficou o Japão, com aumento de 108,8%.

Dezembro

Em dezembro, foram vendidos 348.386 veículos, sendo 329.198 automóveis e comerciais leves, 15.615 caminhões e 3.573 ônibus. As motos totalizaram 193.510 no último mês de 2010.

Projeção para 2012

A Fenabrave projeta uma alta de 5,76% nas vendas para 2012, incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motos. Somento para carros, a expectativa é de emplacar 3.579.699 unidades, um aumento de 4,5% sobre 2011. Para caminhões, é prevista alta de 9,6%. Para ônibus, de 14,3%. E, para motos, de 7,5%.

“Impossível crescer no mesmo ritmo do anos passados com essas taxas. Mas ainda estamos no paraíso”, comenta Flávio Antonio Meneghetti, novo presidente da Fenabrave, que assumiu em dezembro no lugar de Sérgio Reze.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...